Hidrocarbonetos

Um dos derivados do petróleo conforme verificamos é o gás natural, que é praticamente gás metano puro.

molécula do metano

A molécula do gás metano é formada apenas por átomos de carbono e hidrogênio, ou seja, um átomo de carbono é ligado a outros quatro átomos de hidrogênio, conforme representado na imagem ao lado.

A molécula do metano tem os átomos de hidrogênio nos vértices de um tetraedro regular com o carbono no centro. Os ângulos formados entre as ligações são de 109,5º.

Portanto os hidrocarbonetos são átomos formados apenas por átomos de carbono e hidrogênio.

hidrocarbonetos

Além do gás metano, existem outros gases como o etano ( C2H6), o propano ( C3H8) e o butano ( C4H10) .

A mistura dos gases propano e butano forma o gás que utilizamos em casa conhecido como GLP (gás liquefeito de petróleo), como se transformam facilmente em líquidos quando se aplica pressão são vendidos em botijões. Ao saírem do botijão em contato com a pressão atmosférica transformam-se facilmente em gás.

Classificação dos hidrocarbonetos

Dependendo do tipo de ligação entre os átomos de átomo, ou seja, a presença de ligações duplas, triplas ou cadeias fechadas alteram as propriedades físicas e químicas das substâncias, portanto alteram a classificação da substância.

No quadro abaixo temos as principais classificações das cadeias carbônicas e dos hidrocarbonetos.

tabela de hidrocarbonetos

Alguns hidrocarbonetos possuem a mesma fórmula molecular, mas fórmula estrutural diferente, são chamados isômeros. Apesar dos isômeros terem a mesma fórmula, possuem propriedades bem diferentes.

Observe os exemplos abaixo:

Isômeros

Todos possuem a fórmula molecular C4H8, mas possuem estrutura molecular diferente.

Nomenclatura dos hidrocarbonetos

Como você deve ter percebido, existem diversoso nomes para os hidrocarbonetos, uns mais formais outros mais comerciais, para dar um nome ao hidrocarboneto são obedecidas regras estabelecidas pela IUPAC (International Union of Pure and Applied Chemistry), isto é importante pois assim todos os países adotam o mesmo sistema para nomear um composto orgânico, imagine como seria se cada país adotasse as suas próprias regras, ou seja, ninguém se entenderia em encontros, convenções e livros.

Os nomes dos hidrocarbonetos de cadeias normais (não ramificadas) são formados por três partes.

PREFIXO + TIPO DE LIGAÇÃO + SUFIXO

Os nomes dos hidrocarbonetos de cadeia ramificada são baseados no nome da cadeia continua mais longa da molécula (que pode não ser mostrada como uma linha horizontal) e deve-se indicar a posição, na cadeia carbônica, e o nome da ramificação (radical).

Para indicar a posição de uma ramificação, os carbonos da cadeia devem ser numerados de uma extremidade a outra , começando pela extremidade mais próxima da ramificação.

RADICAL + PREFIXO + TIPO DE LIGAÇÃO + SUFIXO

Ainda podemos ter hidrocarbonetos cíclicos (cadeias fechadas), contendo apenas ligações simples ou ainda dupla ligação. Sendo assim para nomeá-los deve-se iniciar com a palavra Ciclo.

CICLO + PREFIXO + TIPO DE LIGAÇÃO + SUFIXO

Contudo, essas regras não valem para os anéis aromáticos, uma vez que estes têm uma forma toda particular de serem nomeados, já que não obedecem às regras oficiais.

O Prefixo indica o número de átomos de carbono existentes na cadeia do composto. Veja no quadro os prefixos conforme o número de carbonos:

Prefixo dos hidrocarbonetos

O Tipo de ligação indica o tipo de ligação existente entre os átomos de carbono da cadeia. Veja no quadro os nomes:

sufixo

O Sufixo indica a função orgânica (assunto que iremos abordar mais adiante) que ele pertence, todos os compostos de hidrocarbonetos têm o sufixo “o”.

O Radicais são átomos ou agrupamentos instáveis e eletricamente neutros, que possui um elétron não compartilhado (valencia livre). Os radicais, na nomenclatura de um composto, devem ter sua localização, na cadeia carbônica, e o nome indicados.

Caso exista mais de um radical igual deve-se adicionar o prefixo, que indica a quantidade de radicais (di, tri, tetra, penta, etc.), e o nome do radical. Porém se houver dois ou mais radicais diferentes, estes devem ser colocados em ordem alfabética.

Radicais alcoílas ou alquilas: apresentam a valencia livre presa a carbono saturado.

Abaixo os radicais que mais aparecem no nome dos compostos orgânicos:

cadeia carbônica

Radicais Arilas: apresentam a valencia livre presa a carbono de anel benzênico.

benczeno

Acompanhe a construção de alguns nomes não ramificados

cadeias de hidrocarbonetos

cadeias carbonicasEssas regras também são obedecidas para outras funções orgânicas.