Poluição e nosso planeta


Num sentido bem amplo, poluição é qualquer mudança nos fatores ambientais que prejudique os seres vivos. Em outras palavras, é qualquer desequilíbrio físico, químico ou biológico do meio ambiente.

Existem resíduos que não são decompostos ou que sofrem decomposição muito lentamente. Tais resíduos tornaram-se inconvenientes, pois, permanecendo muito tempo inalterados no meio ambiente, podem ser tóxicos ou mesmo letais para muitos organismos. Por isso, todos os resíduos humanos resultantes do desenvolvimento tecnológico e de industrialização são fatores de poluição. Eles se acumulam muito rapidamente e a maioria não é biodegradável.

Um dos grandes motivos da poluição ambiental é a alta concentração humana em determinadas áreas. As grandes densidades populacionais determinam um acúmulo de resíduos humanos e industriais. Isto pode ser altamente prejudicial a inúmeros seres vivos, inclusive ao próprio homem.

A redução da poluição pode tornar-se uma feliz realidade se cada habitante do planeta Terra conscientizar-se da importância da manutenção do equilíbrio ecológico.

Como você sabe, existem vários tipos de poluição. Vamos iniciar o nosso estudo verificando primeiramente a poluição atmosférica, da água e do solo.

Tipos de Poluição

Poluição Atmosférica

A poluição atmosférica (poluição do ar) pode ser definida como a introdução na atmosfera de qualquer matéria ou energia que altere as propriedades dela. Tais matérias ou energias podem afetar a “saúde” das espécies animais e vegetais que dependem da atmosfera, ou que apenas tenham contato com ela. Podem até mesmo provocar modificações físico-químicas nas espécies minerais que tenham contato com ela. (Gil Portugal).

As fontes de poluição atmosférica são inúmeras; e inúmeras são também as formas de impedir ou de aliviar a poluição, desde a diminuição de emissões de gases como a utilização de catalisadores e filtros nas chaminés das fábricas.

Poluição das águas (Hídrica)

A Poluição hídrica pode ser definida como a introdução num porção de água de qualquer matéria ou energia que venha a alterar as propriedades dessa água, afetando, ou podendo afetar, por isso, a “saúde” das espécies animais ou vegetais que dependem dessas águas ou com elas tenham contato, ou mesmo que venham a provocar modificações físico-químicas nas espécies minerais contatadas”. (Gil Portugal).

A água é essencial para a utilização em nossas casas, nas indústrias e nas diversas atividades do homem, ela é usada por este para ser consumida, lavar roupas, tomar banho, no cozimento de alimentos entre outras.

Para que a água se mantenha ideal para a utilização nas diversas atividades deve-se evitar sua contaminação por resíduos, sejam eles agrícolas (de natureza química ou orgânica), esgotos, resíduos industriais, lixo entre outras.

Os resíduos gerados pelas cidades, indústrias e atividades agrícolas são líquidos ou sólidos e tem um grande potencial de poluição. Os resíduos gerados pelas cidades, como lixo, entulhos e produtos tóxicos são carreados para os rios com a ajuda das chuvas. Os resíduos líquidos carregam poluentes orgânicos (que são mais fáceis de ser controlados do que os inorgânicos, quando em pequena quantidade).

A poluição das águas pode aparecer de vários modos:

• poluição térmica: descarga de efluentes a altas temperaturas;

• poluição física: descarga de material em suspensão;

• poluição biológica: descarga de bactérias patogênicas e vírus;

• poluição química: que pode ocorrer por deficiência de oxigênio e toxidez, causada pelo lançamento de produtos químicos.

Poluição do Solo

“A disposição sobre o solo de materiais orgânicos e/ou inorgânicos, bem como a passagem sobre esse solo de massa fluida, que provoque alterações na constituição básica desse solo, modificando suas propriedades originais benéficas ao uso das espécies que dele dependem ou com ele se contatem, inclusive influenciando a qualidade das águas sob esse solo, caracteriza a sua poluição” (Gil Portugal).

A poluição do solo torna-se um problema quando é identificado fonte de contaminação e com o agravante de indivíduos e bens ameaçados por essa contaminação.

É muito comum a contaminação do solo por agrotóxicos que os agricultores jogam nas plantações, o problema é que quando comemos alimentos que tiveram contato também poderemos estar ingerindo agrotóxicos e fertilizantes.

Este é o início do nossa conversa sobre os problemas ambientais que estaremos enfrentando e a importância de combatê-los para a nossa sobrevivência.