Apnéia Obstrutiva do sono

A Apnéia obstrutiva do sono é uma condição na qual a pessoa afetada tenta, sem sucesso, respirar pelo nariz ou boca durante o sono.

Esta falta de ar dura alguns segundos e o paciente recupera o fôlego imediatamente, por isso na maioria das vezes, o roncador não tem conhecimento que lhe falta o ar. Esta falta de oxigênio várias vezes durante a noite evita em determinadas fases o sono necessário para um sono repousante.

A Redução dos níveis de oxigênio no sangue durante o sono causa ou contribui para hipertensão arterial ,infarto do miocárdio e arritmia, além de alterar a qualidade do sono. Esta ruptura ruim provoca sonolência diurna e roncos e uma tendência para adormecer em certas atividades. Sonolência diurna e fadiga causada pela apnéia do sono pode trazer graves consequências em termos de trabalho e interrupção nas atividades de rotina, tais como dirigir um carro.

Muitas pessoas sofrem de acidentes de trânsito e trabalho devido à má qualidade de sono causado pelo ronco e apnéia.

Um equívoco comum é que as preocupações e o estresse diário são responsáveis pela falta de sono, quando, muitas vezes, distúrbios respiratórios que ocorrem durante o sono, são os reais autores deste mal.

Alguns dos sintomas associados à apnéia do sono são sonolência diurna, cefaléia matinal, ronco alto e irregular, obesidade, dificuldade de concentração em tarefas rotineiras, hipertensão.

Os sons ruidosos do ronco ocorre quando o fluxo de ar encontra uma obstrução ao passar por trás da boca e do nariz, esta é a parte colapsável da via respiratória onde a língua e a parte superior da garganta sse encontram com o palato mole e a úvula (campainha).

 Quando estas estruturas batem umas nas outras e vibram durante a respiração produzem o ronco. Pessoas que sofrem de ronco têm pelo menos um dos seguintes problemas:

Alteração no tônus muscular dos músculos da boca e da garganta (flacidez), espessamento dos tecidos da garganta, aumento do tamanho do palato ou úvula ou obstrução nasal.

Cerca de 45% dos adultos normais roncam ocasionalmente e pelo menos 25% são roncadores habituais. Houve mais de 300 invenções em marcas e Patentes nos Estados Unidos prometendo solução para o problema do ronco. A verdade é que nenhum desses resultados deram resultados eficientes. Todos os dias nós somos bombardeados por publicidade de tratamentos ineficazes e muitas vezes prejudiciais para o doente que confundem o mesmo em busca de informações científicas e sérias.

arritmias e micção freqüente à noite.

Teste de autoavaliação

Leia atentamente as seguintes perguntas.

Se você responder afirmativamente a algumas delas deve procurar um médico, já que provavelmente pode sofrer de apnéia do sono

 Ronca intensamente?
 Tem pausas respiratórias durante o sono?
 Você dorme facilmente durante o dia?
 Acorda a noite, com vontade de urinar?
 Desperta com sensação de cansaço?
 Tem alterações constantes de humor?
 Falta de desejo sexual e impotência?
 Amanhece com dor de cabeça ou tonto ?
 Sente a boca seca ao levamtar-se?
 Amanhece com a sensação de não ter dormido o suficiente?

VOCÊ SABIA ?

Que muitas pessoas sofrem acidentes de trânsito e trabalho devido a má qualidade do sono ocasionada por roncos e apnéia.

É falsa a afirmação que preocupações e o estresse diário são os únicos responsáveis pela dificuldade de dormir, quando muitas vezes, os transtornos respiratórios que ocorrerm durante o sono, são os verdadeiros responsáveis da falta de descanso.

Transtornos Sociais

Alguns casais dormem separados por causa do ronco do parceiro(a).

Um sinal de alerta? Um quarto dos casais britânicos entrevistados como parte de um novo estudo disse que o ronco está arruinando suas vidas sexuais.

Isto é indicado por um “censo do ronco”, realizado entre mil casais, em que quase metade disse que o som estridente da noite de seu companheiro ou companheira, como a causa mais freqüente de brigas.

E 10% dos entrevistados acha que o problema é tão grave que está considerando a separação como uma forma de escapar da longa noite de barulho. 

No estudo não falta metáforas, ainda que não exatamente literárias: alguns comparam o ronco dos companheiros na cama como “rinocerontes grávidos,” trens “expressos” ou “motosserras”.

Efeitos adversos

Segundo a pesquisa, até 80% dos casais recorrem a dormir em camas (e quartos) separados para superar o temido som emitido quando um rinoceronte está grávido.

Quatro em cada dez casais relataram que o ronco realmente afeta suas vidas sexuais.

Chegam ao ponto onde o roncador ignora os argumentos de seu parceiro e não faz nada a respeito, então acaba mostrando uma falta de consideração, que muitas vezes se deteriora em outras áreas do relacionamento.

conforme a pesquisa, a questão é muitas vezes tão grave que termina em divórcio.

Mas nessa luta diária (Ou melhor, noturna) em diversas camas do mundo, todos sofrem. Os roncadores têm um sono muito perturbado e, muitas vezes, no dia seguinte estão completamente esgotados e o seu parceiro(a) também.

No entanto, pessoas que roncam tem um magro consolo: eles estão em excelente companhia. Entre os roncadores mais famosos da história incluem Winston Churchill, Abraham Lincoln e George Washington.

Tratamentos 

Existem muitos tratamentos para ronco e apnéia do sono. O conceito básico que deve ter o paciente é que não existe um tratamento universal para todos e deve começar com um teste de diagnóstico realizado por um especialista na área. A título de informação, listamos aqui alguns dos tratamentos usuais.  

Próteses Orais: resolver temporariamente o problema do ronco, mas são mal tolerados após vários meses de uso, causando dor e distúrbios da articulação da mandíbula.

Tiras nasais: Elas não têm nenhum valor para o tratamento.

Cirurgia do septo nasal:Sua indicação é quando há um desvio acentuado de septo nasal causando parte do ronco e apnéia

Cirurgia do véu palatino com laser: realizada sob anestesia local em nível ambulatorial .Usando um feixe de laser é cortado tecidos da garganta palato e úvula. Muitas vezes requer mais de uma sessão. O Pós-operatório é muito doloroso e prolongado. Você também pode ter seqüelas, tais como mudanças permanentes na fala e deglutição.A indicação, hoje é limitada a casos muito especiais.

Cirurgia convencional por radiofreqüência: similar a laser em termos de dor pós-operatória e complicações.

Pressão positiva contínua da via aérea (CPAP): Este tratamento envolve o uso de máscara de pressão sobre o nariz durante o sono. Apesar de CPAP é o método preferido para tratar a apnéia do sono, muitas pessoas acham desconfortável e não é tolerada, já que não vai resolver o problema se seu uso é interrompido, obrigando a dependência do mesmo Se possível, procurar alternativas.

Coblation:  é a mais moderna tecnologia disponível hoje. No entanto, sua indicação deve vir depois de um minucioso exame médico por um especialista.

Alguns Conselhos

Aqui estão algumas dicas e sugestões que podem reduzir o ronco, porém lembre-se que a consulta a um médico é extremamente importante e o diagnóstico profissional, para avaliar a gravidade da doença.

Tratar o sobrepeso se existir;

Realizar um jantar mais cedo, evitar alimentos que são difíceis ou de digestão lenta;

Colocar um ou dois travesseiros entre suas costas e cabeceira da cama;

Evitar a ingestão de álcool ou sedativos com o jantar;

Realizar atividade física regularmente;

Evitar uso excessivo de aquecimento ou ar condicionado.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 respostas para Apnéia Obstrutiva do sono

  1. Pingback: Causas da insônia – sono – dormir bem - WMnett

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *