Hipertensao Arterial

O Colegio Americano de Cardiologia diz que 50 milhões de americanos sofrem de hipertensão(Pressão arterial alta). Sem perceber, muitos a ignoram porque a hipertensão(pressão alta) Pressão não produz sintomas. A pressão arterial alta se não é tratada pode desencadear problemas nos órgãos internos, assim é importante mesmo que não existam sintomas, de estar informado sobre os riscos.

O que é Pressão Arterial?

hipertensão pressão altaQuando seu coração bate, impulsiona o sangue das artérias, criando pressão nelas. Isto é o que faz mover o sangue através do corpo.

De acordo com o National Heart Lung and Blood Institute (NHLBI, sigla em Inglês), provavelmente a maioria de nós tivemos a nossa pressão arterial medida por um esfigmomanômetro(sphygmomanometer).

Basicamente, podemos medir a pressão com este dispositivo para parar o fluxo de sangue na artéria do braço por alguns segundos. Ao abrir a válvula, o ar é liberado e o sangue começa a fluir novamente. O som do fluxo de sangue através da artéria é ouvido através do estetoscópio.

O primeiro som ouvido e registrado no medidor de pressão ou coluna de mercúrio é chamado pressão arterial sistólica. Essa é a pressão máxima na artéria produzido quando o coração se contrai e o sangue começa a fluir novamente. O último som ouvido quando mais ar é liberado do manguito é a pressão arterial diastólica Esta é a menor pressão que permanece dentro da artéria, quando o coração descansa. As duas leituras são dadas, uma (sistólica) sobre a outra (diastólica) em milímetros (mm) de mercúrio (Hg), tais como 120/80 mmHg.

A importância da avaliação

De acordo com o NHLBI – para um adulto saudável – A pressão arterial alta é um número sistólico superior a 139 mmHg ou um número diastólico maior que  89. Além disso, para um adulto saudável, pré-hipertensão  é a pressão sistólica 120-139 mmHg ou uma pressão diastólica de 80-89 mmHg.

Pré-hipertensão significa que você tem um risco elevado de desenvolver a hipertensão. De acordo com o NHLBI, cerca de 13 por cento dos americanos têm pré-hipertensão, e cerca de 23 por cento têm pressão arterial alta.

Embora a pressão alta (também conhecida como hipertensão) não apresentar sintomas que você possa perceber, ela ainda pode causar danos, por isso muitas vezes vezes é chamada de “assassino silencioso”. Se não tratada, a hipertensão pode danificar os vasos sanguíneos e isso também inclui os órgãos internos, como coração ou rins.

Ter a pressão arterial alta também significa que você tem um risco elevado de desenvolver doenças do coração, Doença renal ou ter um acidente vascular cerebral (AVC) ou derrame. De acordo com o NHLBI, estudos também indicam que a pressão arterial alta coloca em risco de diversas doenças. A única maneira de descobrir se a pressão está alterada é por um profissional de saúde.

Factores de risco

Nós não sabemos exatamente o que provoca a hipertensão(pressão alta), mas de acordo com a Associação Médica Americana (AMA sigla em Inglês), existem determinados fatores que podem colocá-lo em alto risco de pressão alta. Alguns fatores que você pode controlar, outros não.

Os fatores de risco são:

  • História médica pessoal e  familiar. Se um parente próximo tem pressão alta, você pode desenvolver a doença. Se você tem diabetes ou doença renal, , fuma ou está grávida, podem enfrentar um risco elevado. (Leia sobre “Diabetes “.)
  • Idade. Normalmente, quanto mais velho, maior nosso risco de desenvolver pressão alta.
  • Raça. Os negros têm maior risco de desenvolver pressão alta.
  • Obesidade. Excesso de peso aumenta o risco de pressão alta. (Leia sobre “Perder peso“)
  • Estilo de vida. Se você não pratica exercícios físicos aumenta o risco de ter pressão alta. Beber muito álcool pode aumentar a pressão arterial. “)

A American Heart Association (AHA sigla em Inglês), indica que certos indivíduos que são sensíveis ao sódio e ao uso de sal em excesso pode contribuir para a pressão arterial alta. Certos medicamentos podem aumentar a pressão arterial alta, de acordo com a AHA,  qualquer pessoa com pressão arterial alta não se esqueça de informar o seu médico sobre os medicamentos prescritos ou obtidos em outros locais que está tomando, tais como os esteróides ou não-esteróides, anti-inflamatórios não esteróides, descongestionantes nasais ou outros remédios, pílulas para emagrecer, antidepressivos e inibidores da monoamina oxidase.

A AHA recomenda verificar e acompanhar a pressão arterial  por um médico pelo menos uma vez a cada dois anos. Se o exame revela pressão arterial alta, o médico irá decidir sobre o tratamento adequado.

Opções de tratamento

Às vezes a pressão arterial alta pode ser controlada pela mudança de comportamento e dieta, reduzir o sal / sódio, por exemplo, ou perder peso. Uma dieta especial chamado DASH (Inglês, para ajudar a parar a hipertensão) foi desenvolvido pelo NHLBI que é baixa em gordura saturada, colesterol, e toda a gordura e enfatiza frutas, vegetais e laticínios com baixo teor de gordura. A dieta DASH é pobre em carne vermelha, doces e refrigerantes. É rica em potássio, cálcio, magnésio, fibra e proteína. O NHLBI diz que esta dieta especial, baixa a pressão arterial, especialmente quando as pessoas também reduz ingestão de sódio. Frequentemente se recomenda atividades físicas para pessoas com pressão arterial alta. Certifique-se de perguntar ao médico sobre qualquer programa de exercício que irá iniciar.

O seu médico pode decidir (juntamente com mudanças na dieta e estilo de vida) se é necessário a medicação. Existem vários tipos ou classes diferentes de medicamentos para controle da hipertensão. De acordo com o NHLBI, estes incluem:

  • Beta-bloqueadores – Estes reduzem os impulsos nervosos para o coração e vasos sanguíneos. Estes bloqueadores são projetados para reduzir a freqüência cardíaca e a diminuição da força de contração, de modo que a pressão arterial e coração trabalhem com menos esforço.
  • antagonistas dos receptores da angiotensina II – Eles protegem os vasos sanguíneos da angiotensina II (o hormônio que provoca a constrição dos vasos sanguíneos). Como resultado, estes vasos sanguíneos expandem e a pressão diminui.
  • Inibidores da enzima conversora (ECA) – Eles impedem a formação de um hormônio chamado angiotensina II, que normalmente causam a constrição dos vasos sanguíneos. Estes inibidores são destinados a relaxar os vasos sanguíneos e causar a queda de pressão.
  • Bloqueadores dos canais de cálcio – Estes bloqueadores não permitem a entrada do cálcio nas células do músculo do coração e dos vasos sanguíneos, de modo que os vasos sanguíneos dilatam e a pressão cai.
  • Diuréticos – Também conhecidos como medicamentos para remover a água ou comprimidos de “água” porque atuam no funcionamento dos rins e estimula a saída do excesso de água e sódio do organismo através da urina. Isto reduz a quantidade de líquidos no sangue. Então, quando o sódio é desalojado das paredes dos vasos sanguíneos os vasos se abrem rapidamente. Assim, a pressão tende a cair. Existem diferentes tipos de diuréticos. Muitas vezes, consumido com outros medicamentos para pressão arterial alta.

Uma coisa que tem em comum os medicamentos para pressão alta é que podem ter efeitos secundários. Estes podem interagir com outros medicamentos prescritos ou medicamentos sem receita médica. Portanto, é importante que o seu médico e farmacêutico saiba sobre outros medicamentos que você usa.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

4 respostas para Hipertensao Arterial

  1. Pingback: Apnéia Obstrutiva do sono - WMnett

  2. Pingback: Vida saudável previne síndrome metabólica - WMnett

  3. Pingback: Quais são os efeitos colaterais de esteróides? - WMnett

  4. Pingback: Problemas Cardíacos - WMnett

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *